Make your own free website on Tripod.com








Sobre o meu clube
Título da nova página













Home

A crise dos Anos 60 e o PAEG | Ensaio sobre a Economia Brasileira | A imprensa e a opinião pública | Estrutura Funcional do Mercosul | Pólitica Fiscal e Aduaneira | Título da nova página | Título da nova página | Título da nova página | Título da nova página | FMI | O IMIGRANTE E A PEQUENA PROPRIEDADE | Incorporação do Rio Grande do Sul | Título da nova página | Locke | O Paradigma Realista | Sistema Internacional | OS DILEMAS DA SOBERANIA | Título da nova página





Insira o conteúdo do subtítulo aqui
















A Pecuária e o Progresso do Povoamento no Nordeste

A base econômica do interior nordestino será sempre a pecuária, o os seus focos irradiadores continuarão sendo a Bahia e Pernambuco. Partindo da Bahia e atingindo o Rio São Francisco, a disposição das fazendas de gado tomará duas direções: uma delas subirá pelo rio acompanhando seu curso. Irá se tornar-se mais acentuada e rápida com o povoamento das minas, que lhes servirá de mercado consumidor. Esta área sofrerá com a concorrência da região sul, pela sua proximidade dos centros mineradores; além disso, a Coroa procurará fechar as comunicações com o Norte, para evitar os descaminhos do ouro.
A outra direção que toma a progressão das fazendas de gado depois de atingido o Rio São Francisco, é para o Norte. O rio é transposto e começa a ser ocupado o interior do Estado do Piauí. As condições naturais aí são melhores que no setor ocupado anteriormente. As fazendas do Piauí tornar-se-ão as mais importantes do Nordeste, e a maior parte do gado consumido na Bahia provém delas.
As fazendas também transporão o rio Parnaíba, e irão confluir no Maranhão com as que subiam pelo rio Itapicuru. Para leste também atingirão o Ceará, onde o movimento confudir-se-á com o vindo de Pernambuco.
Assim completa-se toda a ocupação do interior nordestino. Ocupação escassa devido ao pequeno contingente humano. Um comércio também pouco intenso.
À parte a pecuária, a atividade desta área é reduzida. A agricultura é de susbsistência. No Rio São Francisco encontram-se outras atividades além da pecuária.
Em meados do séc. XVIII o sertão do Nordeste atinge o seu apogeu. O gado nele produzido abastece todos os centros populosos do litoral, desde o Maranhão até a Bahia.
















Insira o conteúdo de apoio aqui